Monthly Archives: Janeiro 2016

Autores portugueses

Autores PortuguesesHá cerca de um ano, entusiasmada pela óptima crítica da Maria do Rosário Pedreira, comecei a ler “Que Importa a Fúria do Mar” de  Ana Margarida de Carvalho. Em boa hora o fiz. O livro é magnífico, muito bem escrito, surpreendente não só no enredo mas na própria forma literária. Tem-se a certeza que a autora gosta de ler, gosta de palavras e sabe manejá-las. Foi um dos meus livros favoritos de 2015! E entusiasmada com esta descoberta resolvi explorar a literatura portuguesa contemporânea. Li o jovem Afonso Reis Cabral; Margarida Palma e o belo retrato do nosso país em inícios do século XX, em “Veio Depois a Noite Infame“; João Pinto Coelho e o também óptimo “Perguntem a Sara Gross” e David Machado.

Como o saldo tem sido tão positivo continuo a apostar nos nossos autores. Estou neste momento a ler “Debaixo de Algum Céu” de Nuno Camarneiro e também comecei a ler “Em Teu Ventre” do José Luís Peixoto. Li só umas páginas e ficou em pausa porque não consigo ler dois livros de ficção em simultâneo. Mas estou desejosa de o retomar. Na calha está  “Jesus Cristo Bebia Cerveja” do Afonso Cruz. Já alguém leu algum destes autores? Ou outros que tenha gostado e recomende?

Anúncios

Está lá?

Estratégia para 2016: Esta semana recebi um telefonema inesperado.Esta semana recebi um telefonema inesperado. Era o carteiro que estava à minha porta com uma encomenda e como ninguém abria a porta decidiu telefonar.! Não, não era a DHL ou a SEURS, era mesmo o carteiro dos CTT Expresso e por acaso correu bem porque a minha vizinha recebeu a encomenda e não tive de ir no dia seguinte para a estação dos correios!

Esta foi a primeira e para já a última compra de fios de 2016. Algumas arrumações no final do ano fizeram-me ter consciência da quantidade de material por utilizar que anda lá por casa e é assustador! Por isso, e enquanto não reduzir drasticamente o stash, não volto a comprar nada. Já seleccionei vários projectos que posso fazer com os fios que tenho e vou dedicar-me a eles nos próximos tempos.

E porque é que fiz esta compra se já estava neste espírito? Pois…, porque tenho uma almofada parada por falta de linha, que por sua vez está esgotada e descobri uma loja online onde ainda havia o fio de algodão cor de mostarda. Daí a juntar mais alguns fios que até estavam em promoção foi um saltinho. O melhor é mesmo não me aproximar das lojas!

A minha estratégia é ir intervalando projectos novos com outros que estão hibernados porque os projectos novos dão-nos sempre mais pica. Eventualmente daqui a uns meses terei mais espaço livre, mais peças feitas por mim, mais técnicas aprendidas e mais moral para novas compras 🙂

 

 

 

Começar

Nada como as boas energias de Janeiro para me fazer começar um projecto há muito idealizado.Nada como as boas energias de Janeiro para me fazer começar um projecto há muito idealizado.  Escrever um blog sobre os meus interesses, a saber: crochet, livros, postais, outros crafts (tecelagem, bordados, quem sabe aprender finalmente a tricotar?), suculentas, e por aí fora. Já alimentei um blog – intermitentemente – durante 8 anos mas que nunca chegou a ser o que eu queria que fosse. Por isso aqui estou. Os meus objectivos: escrever mais, contar boas histórias, e mostrar aquilo que faço com boas fotografias, simpáticas vá, que eu sou totalmente amadora nos clicks clicks.

Decidi iniciar o blog mesmo não estando tudo afinado, com tempo lá chegarei. A quem aqui chegar, seja bem-vindo, tome um chá ou um café e divirta-se!